Browse Category by Gostei de ler
Gostei de ler

Experimentar coisas novas

experimentar coisas novas
"Se fizer o que sempre fez, vai conseguir o que sempre conseguiu." 

 

Esta é a  frase escrita por Andrew Matthews, numa das páginas do livro intitulado “Siga o seu coração que vendeu mais de 2 milhões de exemplares. No referido livro pode ler-se o trecho que agora cito pela atualidade, a forma leve, clara, curta e bem humorada como aborda a reflexão sobre o “experimentar coisas novas”. Experimentar coisas novas pode ser um desafio para muitos, pois implica a incerteza de ter-se escolhido bem. 

Andrew refere o seguinte:

“Pergunte às pessoas “corajosas” como é que elas encontram a audácia para deixar os empregos, começar negócios, comprar imóveis, mudarem para outro país, fazer qualquer coisa nova e vai descobrir uma abordagem comum.

Elas fazem a seguinte pergunta: “Se acontecesse o pior será que eu conseguia lidar com isso?” Quando a resposta é sim, elas atiram-se de cabeça. É o segredo dos grandes e pequenos riscos…

EXEMPLO: O Ted não tem a certeza se há-se comprar um apartamento. Pergunta: “Qual é a pior coisa que pode acontecer?” 

Resposta: “Posso perder o emprego e ser forçado a vender o apartamento com prejuízo. Posso perder as minhas poupanças e ter de começar tudo outra vez”. Diz para consigo:”Começar de novo seria frustrante, mas eu havia de conseguir.” Compra.

EXEMPLO: O Ian quer convidar a Jane para sair. Pergunta a si mesmo: “Qual é a pior coisa que pode acontecer?”

Resposta: “Ela pode atirar-me a coca-cola dela.” O Ian diz: “Já estou habituado a esse tipo de tratamento! Vou convidá-la!”

EXEMPLO: A Louise quer sair de medicina e estudar arqueologia. Pergunta: Qual a pior coisa que pode acontecer?”

Resposta: O meu pai pode ir aos arames, os meus amigos podem dizer que sou maluca, posso ter de estudar ainda mais.” Diz: “Se acontecer o pior, hei-de sobreviver”.

Resumindo…

Perguntar “Qual é a pior coisa que pode acontecer? não é uma abordagem negativa. É uma forma de medir o seu empenho.
Separe os medos vagos em possibilidades específicas de modo a que correr alguns riscos se torne mais divertido.”

 

Fonte

 Livro “Siga o seu coração”- Andrew Matthews, Ésquilo edições e multimédia, Lda, (2010) – pág. 98

Relacionados

Siga o seu coração (on line)

 

 

Gostei de ler

Yuval Harari – A transformação dos humanos em deuses

Numa entrevista publicada em 27 de maio de 2017, pelo Dário de Notícias o famoso historiador Yuval Harari aborda diversos temas da atualidade e afirma que: “Não sabemos o que ensinar aos jovens pela primeira vez na História”.

As razões encontram-se neste seu último livro “Homo Deus: uma breve história do amanhã”, onde Yuval Harari, dá-nos conta de que no séc. XXI, o controle da fome, das epidemias e da guerra deixam de ser os principais problemas da humanidade.  Numa antevisão pouco agradável, onde a Inteligência Artificial e a biogenética destituirão em breve as regras que gerem as sociedades atuais, Yuval Harari explica que a principal ambição humana será, no sentido literal, a transformação dos humanos em deuses. Os seres humanos esforçam-se por adquirir capacidades que foram inicialmente pensadas como capacidades divinas. Em particular, a capacidade de manipular e criar vida. E essa  necessidade de controlar tudo o que nos rodeia está a transformar o mundo e está a transformar-nos em algo novo. (Entrevista completa aqui )

Continue Reading

Gostei de ler

Aprende com os teus sonhos

Aprende com os teus sonhos. Que tal dormires e enquanto sonhares aprenderes o que precisas de saber?

Quantas vezes já ouviste dizer: “Vais fazer um exame? Estuda muito e dorme… o sono descansa e restaura a mente, ajuda-te a fixar a matéria.”

Recentemente, numa entrevista publicada por Lauren Krauze, em 23 de abril de 2017, no site da Tricycle Foundation, com o título How Far Are You Willing to Go to Wake Up?,  (traduzido para português), Quão longe estás disposto a ir para acordar?”, feita ao autor e professor espiritual, especialista em Yoga dos Sonhos, Andrew Holecek, este explica como o acesso aos nossos sonhos lúcidos pode ajudar-nos a compreender melhor – e até mesmo a melhorar – a nossa vida de vigília.

Neste artigo Holecek, o autor do livro Dream Yoga: Iluminando sua vida através do sonho lúcido e os Yogas tibetanos do sono, (2016), afirma que o “Yoga dos sonhos revelará tua paixão pela ignorância” (…) “Quando trabalhas com teus sonhos, estás realmente a trabalhar com a tua mente”, explica. Continue Reading

Gostei de ler

“Se não se amar não se vive” – entrevista a Coimbra de Matos

Numa entrevista publicada pelo jornal Expresso, em 26-02-2017, António Coimbra de Matos, o médico psiquiatra e psicanalista português, de 87 anos, afirma que “Não é fácil amar, mas é bom. E se não se amar não se vive”. Considerado o pai da psicanálise em Portugal, tem como lema – “A vida é luta” – e afirma-se um ateu convicto*. Detentor de publicações como o “Desespero”**, define a depressão como sendo uma estrutura que se situa entre a neurótica e a psicótica, e que dependendo dos casos, se for mais ligeiro, mais recente, consegue-se tratar “face a face.” Continue Reading